Cavalos e éguas encontrados em ruas são oferecidos para adoção

Animais estão no Rancho Lagoa e Lua, no Bairro Andorinhas

Cavalos e éguas encontrados em ruas são oferecidos para adoção
São no total 23 animais, sendo 13 cavalos e 10 éguas - Foto Pixabay/Reprodução








A Prefeitura de Formiga publicou recentemente um edital de adoção de 23 cavalos e éguas, das espécies equino e muar, que foram apreendidos por estarem soltos em ruas da cidade e não foram resgatados por seus tutores. Os animais se encontram no Rancho Lagoa e Lua, que fica na Rua Bem-te-vi, no Bairro Andorinhas.

De acordo com a Prefeitura, o edital é aberto a instituições de ensino e pesquisa; instituições de caridade; protetores de animais e pessoas físicas. “A adoção destes animais poderá ser efetuada, desde que observadas as condições que os mantenham vivos e bem cuidados mediante termo de responsabilidade”, ressalta o edital.

São 13 cavalos e 10 éguas, de pelagens diferentes, disponíveis para adoção. Interessados pelos animais deverão efetuar inscrições no Codevida (Centro de Defesa à Vida Animal), localizado na Fazenda Vista Alegre, com acesso pela Avenida Deputado João Pimenta da Veiga (saída pelo Engenho de Serra), ou na Secretaria de Gestão Ambiental, que fica na Rua Coronel José Gonçalves D’Amarante, 134, no Centro. O prazo vai até as 15h30 da próxima sexta-feira, 7 de junho, por meio da entrega de documentos exigidos no edital de adoção.

 

Sessão pública

Segundo o edital, a sessão pública para adoção dos animais será realizada no dia 11 de junho, às 9h30, no Rancho Lagoa e Lua. Caso haja mais de uma instituição interessada pelos cavalos e éguas, ela ocorrerá por meio de sorteio na presença de todos.

O processo será conduzido pela diretora do Codevida, a médica veterinária Alessandra Pereira Rosenburg. “Os animais adotados deverão ser retirados pelo donatário no Rancho Lagoa e Lua no prazo máximo de 7 dias corridos, a contar da data da publicação do resultado final da sessão pública no site da Prefeitura (www.formiga.mg.gov.br). Antes da retirada dos animais, o adotante deverá realizar agendamento para retirada junto à empresa responsável pelo acolhimento dos animais apreendidos. As eventuais despesas com o carregamento e transporte dos animais correrão por conta do adotante do animal. Após a retirada, em nenhuma hipótese, será admitida a devolução dos animais retirados. Havendo desinteresse ou outro motivo que obste a concretização da retirada, será agendada uma nova sessão pública da qual poderão participar apenas as instituições/pessoas físicas/jurídicas, declaradas habilitadas neste processo”, informa o edital.

As doações serão formalizadas por contrato, ao qual serão anexados os documentos exigidos no edital.